Quando educamos filhos em curto-circuito podemos gerar incêndios

Posted on

Os pais são sempre grandes colaboradores, ao criarem expressões que ilustram muito claramente a dinâmica que ocorre em suas famílias.

Esta veio de um pai muito querido e participativo para ajudar à esposa entender o que achava que estava errado em sua atitude para com um dos filhos do casal.

“Você age em curto-circuito. Pega o caminho mais curto, mas ele sempre dá problema”.

Num artigo muito simples para estudantes de nível fundamental abaixo citado, podemos entender do que se trata um curto-circuito e usar o conceito de circuito elétrico como uma metáfora para o funcionamento de uma família e a função de pais.

Num circuito (família) bem dimensionado, a fonte de energia sai do gerador (criança) e percorre o sistema em segurança porque há resistências (pais) pelo caminho, modulando sua intensidade.

Num curto-circuito, a energia atravessa o sistema sem passar pelas resistências, percorrendo o caminho rapidamente e “pode causar vários danos nos circuitos elétricos, pois provoca reações muito violentas em virtude da dissipação instantânea de energia. Nessas reações ocorrem explosões, dissipação de calor, produção de faíscas, etc.” segundo o professor.

Não é incrível? O caminho mais curto nem sempre é o melhor. Fazer o que sabemos que é o mais confortável para a criança nem sempre é o melhor para ela. Bater ou castigar para interromper de imediato um mau comportamento também não ensina valores.

A função dos pais é criar uma resistência protetora: pensar pela criança, aguentar sua frustração e entregar a ela o que sabem ser o melhor a longo prazo. Até porque todos se queimam no incêndio – uma família em desequilíbrio traz sofrimento para pais e filhos.

A mãe, claro, não agia em curto-circuito de má-fé ou por falta de amor. O pai, com a visão mais clara do que acontece, é quem tem maiores condições de ajudar, neste caso.

Você acha que existem curto-circuitos na sua relação com seus filhos? Atalhos que funcionam de imediato, mas que não são o caminho mais seguro?

______________________________________________________________________________

Texto por Núcleo da Família – Clínica de Psicologia http://www.nucleodafamilia.com.br / Telefone: (11) 4872-2935 / e-mail: contato@nucleodafamilia.com.br / Endereço: Avenida Rouxinol, 60 – conjuntos 708/710 – Moema – São Paulo – SP / Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 7 às 21h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *