Mãe: sua importância no primeiro ano de vida do seu bebê e 10 dicas de estímulos

Posted on

As bases da identidade, personalidade e inteligência do bebê são desenvolvidas na interação com o outro. Como isso acontece?

No primeiro ano de vida, são fundadas as bases da identidade, personalidade e inteligência do bebê. Quem eu sou, como vejo o mundo e como o mundo me vê? Os momentos compartilhados com pais e familiares desenvolvem a auto-imagem a auto-estima e a sensação de que o mundo é um bom lugar para se estar. Os cuidados corporais e toda a interação com os adultos que cuidam do bebê vão sendo incorporados e vão ampliando as redes neuronais.

Listamos uma série de sugestões de estímulos, mês a mês. A idéia aqui não é apressar o desenvolvimento, apenas curtir com o bebê competências que ele já desenvolveu!

1-Converse suavemente, cante, acaricie seu bebê, olhe-o nos olhos. Converse com ele. Faça massagens antes do banho, abra suas mãozinhas, estique delicadamente suas perninhas. Ofereça um ambiente calmo e acolhedor.

2-Passeie com ele no colo, coloque um móbile no berço, toque músicas, dance suavemente com ele no colo. Brinque com ele na hora do banho e na troca de fraldas, desloque objetos coloridos à sua frente para que acompanhe com os olhos. Faça movimentos com suas perninhas para diminuir cólicas e gases.

3-Ofereça diferentes objetos para que toque, deixe que brinque com as próprias mãos, passeie com o carrinho para que veja novas coisas. Deite-o de barriga para baixo para que fortaleça as costas e veja as coisas sob novo ângulo. Deixe-o brincar em tapetes de atividades.

4-Imite seus sons e faça outros para que ele tente imitar. Cante, conte histórias. Sente-o apoiado no sofá ou no bebê conforto para ver o movimento. Experimente colocá-lo num sling e saia para uma volta no parque. Ofereça brinquedo que façam barulhos quando apertados. Ofereça mordedores macios.

5-Deite-o no chão com brinquedos ao seu redor para que tente pegá-los. Faça caretas de riso, surpresa, choro. Deixe que brinque com seus pés. Sente-o no cadeirão enquanto a família faz refeições para que se acostume com a idéia da alimentação.

6-Apresente alimentos coloridos e deixe que ele os manipule. Agora o bebê vai sentar-se sem apoio. Ofereça brinquedos que possa explorar nessa posição.

7-Apreveite situações como o banho para mostrar as partes do seu corpo. Coloque-o em frente ao espelho, mostre e ensine: “ Olha o nariz do bebê!”, etc… Ensine-o a passar objetos de uma mão para outra e divirta-se com as tentativas.

8-Brinque de esconde-esconde com o auxílio de uma toalha. Isso o ajudará a suportar sua ausência, já que ele aprende que o que some também reaparece. Conte histórias curtas, dê a ele livrinhos de tecido que possa manipular. Dê revistas velhas para que possa amassar e rasgar.

9-Fale muito, sempre. Nomeie objetos para que comece a reconhecê-los. Passeie ao ar livre. Ofereça potinhos para batucar, mexer, empilhar.

10- Vá ensinando as palavras, repetindo-as em diferentes situações. Fale claramente, sem diminutivos. Deixe que ele jogue objetos no chão para que você os apanhe. Deixe objetos que ele gosta mais distantes para que ele se esforce para pegá-los, estimulando-o assim a se locomover e engatinhar.

11- Ofereça brinquedos que encaixam, com portinhas que abrem e fecham. Ajude-o a caminhar para conhecer a casa e os ambientes. Brinque com lousa mágica, assim ele rabisca livremente sem pintar a colcha e o tapete.

Deixe-o livre para se movimentar. Deixe que escolha a brincadeira e participe. Chame-o de longe para que venha até você. Role a bola para ele e peça que ele role para você. Estimule-o a guardar brinquedos, comer sozinho, mesmo que se lambuze inteiro! A autonomia é uma enorme conquista!

______________________________________________________________________________

Texto por Núcleo da Família – Clínica de Psicologia http://www.nucleodafamilia.com.br / Telefone: (11) 4872-2935 / e-mail: contato@nucleodafamilia.com.br / Endereço: Avenida Rouxinol, 60 – conjuntos 708/710 – Moema – São Paulo – SP / Horário de Atendimento: Segunda a Sexta das 7 às 21h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *