Eu não sou invisível, você que é mal educado(a)

Posted on


A vida é engraçada para as mães. Na gravidez todas nós somos paparicadas, pela família, os amigos, a sociedade em geral, pois estamos desenvolvendo dentro de nós uma nova vida. Tudo gira em torno da grávida, dos seus desejos, suas necessidades, seus anseios.

Aí, um belo dia, o bebê nasce e, de uma hora para outra, o foco vira do avesso. O bebê é o centro do mundo e a grávida, agora mãe, deixa de ser importante. E aí eu me pergunto…como alguém que gerou uma vida pode ser menos importante do que a própria vida gerada?

É um menosprezo pela mãe recém-parida, que não ajuda em nada as dores da alma do puerpério. Quando a mãe está mais fragilizada e precisando de atenção, amor, carinho e compreensão, surge uma sociedade opressora de mães, pronta para te colocar mais pra baixo. É o pior que quem mais faz isso são outras mães. Eu acabo anotando aqui no meu livrinho de “coisas para não fazer” em relação a outras mães. Empatia, minha gente!

Óbvio que os bebês sempre terão boa parte da atenção e as mães nem querem tomar isso, pois queremos mais que gostem dos nossos filhos, só queremos que as outras pessoas tenham um pouco de educação com nós, as mães recentes.

Listo aqui 5 frases que eu ouvi (e ainda ouço) e que foram totalmente desnecessárias em um dos momentos mais importantes da minha vida. Certamente você ouviu ou vai ouvir algumas delas também. Ah, e fica a dica de sugestões bem singelas de respostas 😉

1- Você sabe que agora ninguém se importa com você, né? O foco é o seu filho.

(Sugestão de resposta para a pessoa sem noção: “Pra você eu não importo, querido(a). Quem me ama, me ama ainda mais depois de ser mãe. Aliás, você também não é importante para mim. Eu também não me importo com você, então estamos quites.”)

2- Toda mãe é invisível depois que o filho nasce.

(Sugestão de resposta para a pessoa sem noção: “Bom, se eu sou invisível para você, então retire-se da minha casa, e da minha vida, se eu não existo, você também não deveria estar aqui”…. E você ainda pode fazer um “Buuuuuu” pra mostrar sua inviabilidade fantasmagórica para a pessoa)

3- Passei só para ver o bebê.

(Sugestão de resposta para a pessoa sem noção: “Como ele não tem capacidade de decisão ainda, já que você veio apenas para vê-lo, e eu, como mãe, decido por ele, fica então decidido que ele não faz questão da sua visita. Retire-se!”)

4- Você sabe que o bebê olha pra você é só enxerga os peitos.

(Sugestão de resposta para a pessoa sem noção: “Na verdade ele enxerga mais do que você. Ele enxerga os peitos, o amor, o carinho, a segurança, o aconchego, tudo o que ele mais conhece, quer e precisa nesse mundo. Já em você, ele não enxerga nada, mas reconhece sua falta de educação com a mãe dele de longe”)

5- Deixe os seus peitos comigo, assim eu posso alimentar o seu bebê e ele fica comigo. Tão bonitinho!

(Sugestão de resposta para a pessoa sem noção: “Eu pedi para alguém ficar com ele? Querido(a), que carência, hein? Precisa “roubar” o filho dos outros. O meu não ficaria com você nem se você tivesse doze peitos ao mesmo tempo para oferecer. Meu filho me ama além dos peitos que você enxerga. Não subestime o amor dele de mãe por mim. E, tá carente de filho? Você não tem ou os seus não te dão atenção? A fila de adoção de crianças carentes está longa esperando alguém pra amar. Quer ajuda para se inscrever?)

Mas, ainda bem, toda regra existe exceção e, com o passar do tempo, descobri que nem todas as pessoas dizem esse tipo de coisa a uma recém mãe. Essas sensíveis pessoas sabem a importância da mãe na vida do bebê e na trajetória de família que está sendo construída e não ficam tirando o bebê dos nossos braços e nem contando os dias para ele
Muitas pessoas sabem sim valorizar a mãe e, para todas essas outras que tentam nos tornar invisíveis após a maternidade, descobri que não, eu não sou invisível. Há muita gente querida que me valoriza. Quem diz que ama meu filho, mas não me enxerga como mãe e não me permite ser mãe, não merece meu carinho e o meu respeito. Eu não sou invisível para quem me ama verdadeiramente, você que tenta me tornar invisível, é que é mal educada(o), para mim e para o meu filho. Então, para todas as pessoas que tentam nos tornar invisíveis, o melhor remédio é o afastamento.

Alguém mais tem frases inacreditáveis de ditas por gente mal educada que tenta nos fazer invisíveis? Compartilhe aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *