10 segredos verdadeiros de mãe para mãe

Posted on


1- Nenhum programa do mundo se compara à sua cama. Trocamos baladas, convites para festas, almoços, Happy Hours e afins por algumas horas de sono, à qualquer hora do dia ou da noite, o sono sempre vai ser nossa prioridade.

2- Se tivermos que escolher entre comer, tomar banho ou dormir. Dormir sempre será a nossa opção.

3- Nós usamos calcinhas pós parto por necessidade e não por que queremos. A maioria de nós não quer parecer um Yakult vestindo as lindas lingeries antigas depois do parto.

4- Depois de algum tempo sendo mãe o silêncio nos perturba. Se a casa está em silêncio há algo errado e vamos automaticamente checar se o bebê está respirando enquanto dorme ou se as crianças mais velhas não se jogaram pela janela. Silêncio = sinal de perigo.

5- Nós não temos roupas limpas. Não adianta lavar, passar amaciante e perfume. As roupas nunca mais estarão 100% limpas por muito tempo, pois logo que você as veste seu filho baba nelas, vomita, limpa as catotas ou a mão lambuzada de bolo.

6- Se você amamenta, prepare-se para “comer como um leão”. Sempre usei essa expressão para dizer que alguém que come com muita vontade. Pois é colegas mães, agora os leões somos nós. Eu juro que já sentei à mesa e comi 3 pratos cheios de arroz e feijão em sequência. Comi mais do que todos os homens da mesa e nem liguei. Na hora da fome vale tudo.

7- Você só saberá o que é cocô de verdade após a introdução alimentar, por isso, aproveite a fase do cocô só de leite materno, mesmo com 6 trocas de fraldas por dia, garantimos que ele ainda vai ser mais amena do os cocôs posteriores.

8- Você vai falar dos seus filhos o tempo todo e para qualquer um. Vai falar com o padeiro, com a vizinha, com a mãe, com os amigos do trabalho e vai mostrar um milhão de fotos para eles até não aguentarem mais. E deus assuntos preferidos serão amamentação, fraldas, introdução alimentar e cocôs.

9- Você nunca terá tanta gente intrometida ao seu redor quanto agora. A maior concentração de palpiteiros sem noção por metro quadrado. Desde familiares próximos, sempre criticando suas condutas na sua frente ou para os outros, até gente que vive nunca viu você na vida e te aborda na rua para dizer que seu filho está com frio, com calor, com fome, com sono e etc, etc, etc. Aí você tem duas opções, ignorar ou responder curta e grosseiramente. Eu uso as duas, dependendo do meu humor, até porque, uma das coisas mais claras na maternidade para mim é que quem sabe o melhor para o meu filho sou eu, ele e o meu marido. O resto é gente que não tem o que fazer e deveria procurar uma louça pra lavar.

10- Você vai passar muitos perrengues. Vai odiar as noites sem dormir, a vida destinada ao filho, as dificuldades da maternidade, as birras, os choros e mil coisas. Você não vai se sentir nunca preparada para ser mãe, porque a maternidade é como videogame, a cada nova fase, novas dificuldades. Mas a cada sorriso do seu filho, você vai deixar tudo isso para trás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *