As vacinas do recém nascido até os 4 anos de idade

Posted on

O calendário de vacinação do bebê inclui as vacinas que a criança deve tomar desde que nasce até aos 4 anos de idade, já que o bebê quando nasce não possui as defesas necessárias para combater infeções e, as vacinas ajudam a estimular a proteção do organismo, diminuindo o risco de ficar doente e ajudando a criança a crescer saudável e a ter um desenvolvimento adequado.

Todas as vacinas do calendário são recomendadas pelo Ministério da Saúde.

Ao nascer
Vacina BCG: é uma dose única que evita as formas graves de tuberculose e, que normalmente é aplicada na maternidade e deixa uma cicatriz no braço ao longo da vida, devendo-se formar até aos 6 meses;

Vacina da Hepatite B: a 1ª dose da vacina evita a hepatite B, que é um vírus que afeta o fígado, devendo ser aplicada nas primeiras 12 horas após o nascimento.

2 meses

Vacina VIP: 1ª dose da vacina contra a poliomielite, também conhecida por paralisia infantil;

Vacina VORH: 1ª dose contra a gastroenterite que é dada através de umas gotinhas na boca do bebê;

Vacina Pentavalente: 1º dose da vacina contra a difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo b;

Vacina Pneumocócica 10V: 1ª dose contra doença invasiva pneumocócica, meningite, pneumonia e otite.

3 meses

Vacina Meningocócica C: 1ª dose, contra Meningite meningocócica do serogrupo C.

4 meses

Vacina VIP: 2ª dose da vacina contra a paralisia infantil;

Vacina Pentavalente: 2ª dose com VIP da vacina contra a difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo b;

Vacina VORH: 2ª dose contra a gastroenterite;

Vacina Pneumocócica 10V: 2ª dose contra doença invasiva pneumocócica, meningite, pneumonia e otite.

5 meses

Vacina Meningocócica C: 2ª dose, contra Meningite meningocócica do serogrupo C.

6 meses

Vacina VOP: 3ª dose da vacina contra a paralisia infantil;

Vacina Pentavalente: 3ª dose da vacina com VIP contra a difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas por Haemophilus influenzae tipo b.

9 meses

Vacina contra febre amarela: dose única contra a febre amarela.

12 meses

Vacina Pneumocócica C: Reforço da vacina contra a meningite, pneumonia e otite.

Vacina Hepatite A: apenas uma dose única;

Vacina Tríplice Viral: 1ª dose contra o sarampo, rubéola, síndrome da rubéola congênita, caxumba;

Vacina Meningocócica C: reforço contra a meningite C;

15 meses

Vacina Pentavalente: 4ª dose da vacina VIP com 1º reforço da vacina DTP, que protege o bebê contra tétano, difteria e coqueluche;

Vacina VOP: 4ª dose da vacina contra poliomielite;

Vacina tetra viral: vacina que protege contra sarampo, rubéola, caxumba e catapora;

4 anos

Vacina DTP: 2º reforço da vacina contra o tétano, difteria e coqueluche.

Vacina Pentavalente: 5ª dose com reforço de DTP contra tétano, difteria e coqueluche.

Lembre-se sempre de levar a carteirinha de vacinação para ser atualizada a cada dose. Ela garante o controle necessário para checagem se o bebê tomou realmente todas as vacinas. Esse controle inclusive pode e deve ser sempre confirmado com o pediatra nas consultas de rotina.

A carteirinha de vacinação é um documento precioso do seu filho, por isso é importante guardá-la com segurança para que se mantenha intacta e nunca se perca. Aproveito para dar uma dica para as mamães na organização desses documentos, que é ter um porta carteirinha de vacinação que também serve para armazenar outros documentos.

Nesse modelo da Mania de Criar, da Carla Szanto, eu coloquei não apenas a carteirinha de vacinação como a certidão de nascimento dos meus filhos, o cartão da assistência médica e do SUS. Os modelos de porta carteirinha são feitos à mão e personalizamos de acordo com o tamanho da carteirinha do seu filho e tem várias estampas para escolha. Fica a dica para quem quer se organizar melhor com a documentação dos pequenos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *